Lista de Siddhis, ou Poderes Mágicos

Marica era um sábio asceta que habitava num eremitério de uma das florestas do Sul, e que dividia o seu tempo entre as três grandes buscas da sabedoria transcendental hindu.

Marica era um sábio asceta que habitava num eremitério de uma das florestas do Sul, e que dividia o seu tempo entre as três grandes buscas da sabedoria transcendental hindu. A primeira, à qual podemos chamar sinteticamente de auto-conquista, divide-se em três ramos: TYAGA, ou renuncia ao mundo e abandono de todas as coisas que dele fazem parte; VAIRAGYA ou aquisição da indiferença frígida e da ação desinteressada através do silenciamento de todas as paixões e desejos; TAPAS ou auto-mortificação através do esforço continuado e de dolorosas penitências.

A segunda, a contemplação, consiste igualmente em três estádios; YOGA ou a reunião do espírito disperso através do auto-domínio, afastando-o das janelas dos sentidos que dão para o mundo espiritual, que é o resultado da prolongada auto-concentração; e DHYANA, a gnose, o conhecimento intuitivo ou clarividência, que é a condição original do espírito, cuja restauração é fruto da disciplina precedente.

A terceira, SIDDHI, ou poder taumatúrgico é geralmente constituída por oito ramos, mas as suas diferentes enumerações, mesmo que omitindo as puramente mentais – tais como a satisfação da mente, a libertação dos desejos, a libertação do sofrimento etc., assim como os físicos que são negativos, tais como a cessação da doença, da dor, do calor, do frio, da influência dos elementos etc. – aumentam os poderes taumatúrgicos pelo menos até ao número de treze, como veremos de seguida:

Auto-nutrição: Ou poder da instantânea e espontânea evolução dos fluidos vitais, gerando a nutrição, bem como uma vida saudável, sem o uso de nutrimento externo.

Repouso: É o poder de repousar em qualquer lugar, tempo e sob todas as circunstâncias.

Equilíbrio: O poder de experimentação de uma condição e existência de tranquila estabilidade sob todas as circunstâncias.

Equilíbrio. Pixabay

Pequenez: Ou o poder de redução do ser ao tamanho de um átomo; assim como o de se tornar invisível e penetrar nos objetos sólidos.

Magnitude: Ou o poder da auto-extensão ilimitada, assim como a capacidade de tocar com os dedos a lua e as estrelas

Leveza: Ou o poder do despojamento de toda a gravidade, tal como caminhar pelas águas e subir às nuvens.

Gravidade: Ou o poder de aumentar o peso infinitamente, assim como o de se tornar inamovível face a qualquer poder de tração.

Rapidez: Ou o poder de estar em qualquer lugar num instante, através da vontade.

Aquisição: Ou o poder de obter tudo o que se deseja.

Metamorfose: Ou o poder de assumir qualquer forma que se queira.

Sujeição: Ou o poder de manejar e manter sob controlo a vontade dos outros.

Decreto: Ou a vontade invencível.

Autoridade: Ou a supremacia e a radiação luminosa dos seres celestes.

 

Extraido do livro “O Sonho de Ravana”, Anónimo.

Deixe uma resposta