Mensagem do Dalai Lama à Nova Acrópole

Espero que essas ideias possam ser discutidas durante a conferência e que possam ser incorporadas nas suas atividades. Isso seria, acredito, uma maneira significativa de prestar homenagem a Mahatma Gandhi.

Tenho o prazer de saber que esta conferência, Empowering Real Change: Leadership for a Better World (Promovendo Mudanças Reais: Liderança por um Mundo Melhor), será realizada em comemoração do 150º aniversário do nascimento de Mahatma Gandhi. Eu considero-me um seguidor de Gandhiji. Na minha primeira visita à Índia em 1956, visitei Rajghat e fiquei profundamente comovido enquanto orava nas margens do Rio Yamuna. Pergunto-me que conselho sábio Mahatma Gandhi poder-me-ia ter dado. E então, um inverno, ao voltar ao Tibete, tive um sonho em que conheci Mahatma Gandhi.

Desde então, o envolvimento de Mahatma Gandhi na antiga sabedoria indiana foi uma grande inspiração para mim. Um dos meus compromissos de vida é espalhar a mensagem de Ahimsa e Karuna. Infelizmente, sinto que estamos a enfrentar uma crise moral causada pelo foco da sociedade na riqueza e no desenvolvimento material, à custa da nossa necessidade humana básica de bondade, compaixão e preocupação para com os outros. Para que as nossas gerações mais jovens possuam estes positivos valores vitais, é essencial que o nosso sistema educacional ensine estas qualidades para ajudá-las a tornarem-se pessoas felizes, como famílias que vivem juntas numa sociedade feliz.

Devemos apreciar a unidade da humanidade e a responsabilidade que cada um de nós tem em promovê-la. Uma estrutura educacional que encoraja as pessoas a desenvolver valores internos é essencial e isto deve ser feito de maneira secular, para que seguidores de todas as tradições religiosas sejam incluídos, bem como o número crescente de pessoas que não possuem uma crença religiosa específica; todos querem felicidade e todos querem ser livres de sofrimento, seguidores de uma religião ou não.

Eu estou empenhado em reavivar o interesse no pensamento indiano antigo, pois acredito que isto pode ser de imenso valor na transformação das nossas emoções destrutivas e na promoção de qualidades internas básicas. Tão necessário quanto cultivar a higiene física e a boa forma física, é cultivar também a higiene emocional e aprender a lidar com as nossas emoções destrutivas, o que é essencial para a boa forma mental. Nesse contexto, elementos da sabedoria indiana antiga podem ser imensamente úteis. A Índia é única quanto a possuir o potencial de combinar o seu conhecimento antigo com a educação moderna, a fim de desenvolver paz de espírito. Eu sou encorajado pelo crescente interesse que encontro entre os jovens indianos, que espero poderem contribuir para o desenvolvimento holístico e na aplicação de antigas técnicas indianas para promover um estado de espírito positivo, neste país e, eventualmente, no resto do mundo.

Espero que estas ideias possam ser discutidas durante a conferência e que possam ser incorporadas nas suas atividades. Isso seria, acredito, uma maneira significativa de prestar homenagem a Mahatma Gandhi.

Mensagem do Dalai Lama à Nova Acrópole pelas comemorações do 150º Aniversário de Gandhi

Deixe uma resposta